Visualizações

sábado, 1 de outubro de 2011

Capítulo 6 - Por Favor, Com Licença, Obrigado!







Certamente, pelo menos por alguns segundos, vocês devem ter se questionado: Por Favor, Com Licença, Obrigado? O que isso tem a ver com turismo? Diria eu: absolutamente TUDO! Essas expressões, embora simples, mais que quaisquer outras, devem constar do vocabulário básico de um viajante, pois abrem todas as portas do mundo; facilitam as relações e demonstram o grau de educação de quem as usam, independentemente de conhecerem qualquer idioma.




Iniciada a viagem, julgo interessante manter bons hábitos de educação nos aviões, ônibus e trens. Nos aviões: não falem em voz alta; à noite, apaguem a luz de leitura; ao usarem os banheiros, deixe-os limpos; escolham uma poltrona, de acordo com as suas necessidades e inquietações; se viajarem com crianças, procurem vôos noturnos, para que elas possam dormir e não esqueçam de levar consigo o máximo de distração para os filhotes (videogames, lápis de cor, revistas e brinquedos). 






Viagem de Aviao Com Bebe Dicas4 Viagem de Avião Com Bebê Dicas


Nos ônibus e trens: se existir fila, saiba esperar com paciência, não furem e nem fiquem reclamando com as pessoas em volta; cedam o lugar a quem precisa (mulheres grávidas, pessoas idosas e com necessidades especiais); antes de abrirem as janelas, perguntem ao passageiro a seu lado se não se importa; não é educado ler o jornal dos outros e nem “secar” o que estão comendo; procurem também não incomodar quem está na poltrona da frente, batucando ou cutucando o assento.



Chegando ao destino escolhido, algumas posturas, a título de educação, são recomendadas nos hotéis, lojas, restaurantes, bem como nas casas dos amigos que os irão receber. Nos hotéis: mantenham o quarto, na medida do possível, sempre em ordem; não façam barulhos excessivos nos corredores; por mais que a tentação seja grande, não levem para casa objetos como cinzeiros e toalhas (rsrsrrs) e não esqueçam: lobby de hotel não é área de diversão - Vocês podem marcar encontros, ler jornais e tomar café enquanto esperam, mas só isso e nada mais! 




Nas lojas: procurem ser gentis com as pessoas e não insistam pedindo brindes e amostras grátis. Nos restaurantes: antes de sentar em qualquer lugar, procurem a recepção do local e manifestem a intenção de ficar, anunciando, inclusive, o número de pessoas – a propósito, sempre que for necessário ou estiverem com um grupo maior de pessoas, façam reservas antecipadas e se não gostarem da mesa oferecida, peçam para mudar antes de sentar-se; não se esqueçam de deixar os 10% do garçom. 




Na casa de amigos: procurem ser mais gentis que de hábito e nunca cheguem de surpresa; na chegada, levem um "agrado" para os anfitriões; levem todos os produtos de higiene pessoal, escova de dente, creme dental e o que irão precisar; respeitem os horários da casa; não deixem o quarto trancado ou desarrumado, façam gentilezas e estejam sempre dispostos a ajudar nas despesas e na limpeza. E, por fim, ao final da hospedagem, agradeçam!




No dia a dia, na terra alheia, mantenham atenção dobrada no trato com as pessoas, afinal: “em Roma, como os romanos”. Ao se dirigirem a desconhecidos procurem utilizar tratamentos mais formais, evitem forçar excesso de intimidade ou uso de apelidos. E o mais importante, quando planejarem uma viagem procurem conhecer melhor os costumes do local que pretendem visitar. 




Sempre é bom saber que os europeus não gostam muito de serem tocados; no Reino Unido, não é educado colocar a mão no bolso durante uma conversa; na Índia, Tailândia e nos países muçulmanos evitem cumprimentar alguém com a mão esquerda (é considerada impura); no Oriente, em geral, não se deve cruzar as pernas e as mulheres devem cobrir a cabeça com um véu ou um lenço, que, de preferência, esconda também os ombros; na China, dar flores não é bem visto (flores se oferecem em honra aos mortos); no Japão, se visitarem alguém, não exprimam muita admiração por qualquer coisa, pois o anfitrião sentir-se-á na obrigação de lhe oferecer a peça. 





Por fim, no mundo Árabe nunca ofereça bebida alcoólica a ninguém (a religião não permite beber álcool) e  na  Grécia, espalmar a mão em recusa de algo que lhe é oferecido ou expô-la  de forma aberta é um insulto, bem como fazer o V da vitória significa vá para o inferno.










Estas são só algumas dicas, já que nenhuma destas culturas se resume aos poucos costumes citados. Um segredo para uma grande viagem é procurar se informar sobre a cultura e os costumes locais - Não resumir a viagem em mera contemplação, só enriquecerá a experiência! Finalizando, Don’t forget: SER EDUCADO E TER BOAS MANEIRAS NÃO FAZ MAL A NINGUÉM! Espero que façam uma boa viagem e aproveitem cada segundo! Bye.

Nenhum comentário:

Postar um comentário